dôblin versus puarto

 

Em inglês diz-se Dublin, em irlandês Baile Átha Cliath e em gaélico Duibhlinn. Quer dizer “piscina negra” e refere-se a uma baía. Dublin localiza-se na foz do rio Liffey e é a capital e maior cidade da República da Irlanda. Tem cerca de 500 mil habitantes no centro da cidade e 1,6 milhões no total. Foi fundada pelos Vikings. É a cidade de homens-das-letras como Bernard Shaw, Bram Stoker, Oscar Wilde, Yeats, Beckett ou James Joyce, o autor de Ulisses, que dedicou à cidade o seu The Dubliners. É a cidade pop dos anos 90, dos U2, Bob Geldof ou Sinead O’Connor.

Faz lembrar o Porto… mas depois nem por isso.

Tem muitos museus, que acolhem espólios ricos de arte antiga, moderna e contemporânea. Tem uma galeria nacional. Tem o estúdio do Francis Bacon à hora da sua morte recriado dentro dum destes espaços. Tem um arquivo e uma galeria nacional de fotografia. Tem uma programação exaustiva de música, artes plásticas, cinema/vídeo, dança e teatro… Festivais a toda a hora, é difícil escolher. Tem as ruas planas perfeitas para se percorrerem os quilómetros mínimos necessários para se conhecer uma cidade. Tem muita chuva, mas os dubliners são alegres. As raparigas têm todas um carrinho de e os rapazes embebedam-se a partir das 7. Tem sempre assunto e há sempre conversa e as ruas estão dia-e-noite carregadas de gente. Tem muitos emigrantes. A comida nunca é realmente boa, a Guiness é farta e o whisky é bom. Tem muito verde e uma linha do horizonte diferente.

2009

Anúncios