Tag Archives: inquietação

eu quero… [ou inquietação crónica]

“O mal todo do romantismo é a confusão entre o que nos é preciso e o que desejamos. todos nós precisamos das coisas indispensáveis à vida, à sua conservação e ao seu continuamento; todos nós desejamos uma vida mais perfeita, uma felicidade completa, a realidade dos nossos sonhos e é humano querer o que nos é preciso, e é humano desejar o que não nos é preciso, mas é para nós desejável. O que é doença é desejar com igual intensidade o que é preciso e o que é desejável, e sofrer por não ser perfeito como se se sofresse por não ter pão. O mal romântico é este: é querer a lua como se houvesse maneira de a obter.”

Bernardo Soares / Fernando Pessoa, episódio 53 de O Livro do Desassossego, 1913
Anúncios