este não é o meu tempo

casa_a12-e1488841303456.jpg

Foi nesta casa que nasceu o meu avô paterno. Em 1906, creio. Já morreu. Tinha 94 anos e eu uns 26… Não estou certa. Nunca tinha ido à aldeia, a Tresmundes. Só à outra, a da minha avó com quem me pareço, que se chama Limãos. Ambas ficam perto de chaves, entre as montanhas, na conclusão de estradas estreitas de terra batida. Quase sem habitantes. A casa foi sendo morada de outras pessoas. Ainda primos, com certeza, que não conheço. Mas o baú continua lá. A mala de viagem do pai do meu avô. Alguém que nasceu há já dois séculos e que gravou as suas iniciais numa arca [P.M.]. Ali foi colocada e ali permanece. O marco de um tempo que não é o meu. 2008

 

Anúncios

2 comentários

  1. clark

    ……q grande foto, a primeira!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! linda d morrer.

  2. olha tava lá o cavacolas:D
    belas fotos mafarrica e belo baú.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s