os pós-modernos

“Ter medo é a pulsão fundamental do criador e artista, estar sóbrio é continuar, permanecer positivista”.

Rui Reininho, Os Pós-Modernos, 1986
Anúncios

10 comentários

  1. lígia

    tenho medo desde que me lembro de mim. medo da noite, do silêncio, das flores que murcham e medo de mim. há coisas sem sentido que fazem todo o sentido. e gosto tanto desse sapatinho envernizado a sair da meia azul :)

    beijinhoss

  2. acho que o medo me limita.queria não ter medo de ter medo. beijinhos sem medo para ti

  3. boneca

    linka me lá então:)

  4. estou numa de padaroxo.;)

  5. magnifica entrada. quem é o rui r.? heins?!
    ai o medo medinho. sapatos de verniz. adoro. até pedi aos meu pais para fazer a 1ª comunhão para ter uns. destemidamente com muito medo:D

  6. ana

    a pós-modernidade tem outro sentido a bordo de sapatinhos de verniz…

  7. a ideia era essa calas, ainda que eu não esteja certa de concordar com o sentido.
    ó ana-do-outro-lado-do-mundo, deixas-me linkar-te, deixas?
    beijos às duas*

  8. boneca

    que bom regressar e ver tanta coisa nova aqui, no teu espaço. por favor, não deixes de escrever coisas ‘banais’.
    :)

  9. prima de laúndos

    esta citação juntamente com estas fotos fazem um certo sentido…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s